Um tsunami de solidariedade está a parar os portos da Europa

Dinamarca

Um pouco por toda a Europa os Estivadores levantaram-se em solidariedade com a luta dos companheiros em Portugal. Durante todo o dia os Portos Europeus fecham duas horas, dando um sinal claro de que estão comprometidos na luta contra a liberalização dos Portos e que às negociatas dos governos e dos patrões vão responder com a luta.

Trata-se de uma nova fase da luta, no plano internacional, que recupera uma tradição sindical que tantos frutos já deu aos trabalhadores, e que deixa em sentido quem porventura pensasse que os de baixo já não têm a força que precisam para defender a dignidade dos seus postos de trabalho.

A articulação da luta entre os Estivadores Europeus faria sentido não só porque todos percebem que a estratégia que está em curso para precarizar o sector em Portugal mais não é do que o balão de ensaio do que querem exportar para todos os Portos onde ainda existam Estivadores profissionais, e porque o trabalho feito pelos precários, contratados para os substituir, coloca em causa não só a sua integridade física como a de todos os profissionais que trabalham nos portos.

Ninguém vai arriscar a vida a descarregar um navio carregado às cegas, sem garantias de segurança e onde, ao mínimo descuido, poderão acontecer danos humanos e materiais, tão trágicos como irreversíveis.

Não nos opomos a novas contratações, como demagogicamente nos acusam, até porque há anos que as vimos reclamando, mas exigimos que a reintegração dos trabalhadores despedidos no último ano seja prioritária, antes mesmo da discussão sobre o reajustamento necessário para o Porto de Lisboa, tal como obriga a convenção 137 da Organização Internacional do Trabalho, que Portugal ratificou.

O governo e os patrões, articulados neste projecto lunático e criminoso de fazer com o trabalho portuário o que já fez com quase todos os sectores do trabalho, são assim os únicos culpados de aniquilar o alegado “interesse nacional” que tanto dizem defender.

Dinamarca

Dinamarca

Espanha

Espanha

França

França

Suécia

Suécia

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

5 Responses to Um tsunami de solidariedade está a parar os portos da Europa

  1. KrautThief says:

    Nem uma única noticia sobre isto nos média! Aplausos!

    • É o mundo «Matrix»…Uma gigantesca encenação mediática em que aquilo que de facto importa discutir é a táctica do Jorge Jesus, a «venda» de não sei quem ou a suposta «decadência» do FCP do Pinto da Costa… Não há pachorra.

  2. João A. Grazina says:

    A importância desta solidariedade dos portos europeus ultrapassa este caso dos Estivadores portugueses, pelo exemplo que dá de como deve ser combatida na Europa a atual investida sobre o mundo do Trabalho. Tenho a sensação de viremos ainda a olhar para este momento como uma grande referência. Imagino de quanto gratos e sensibilizados deverão estar os nosso estivadores. Eu estaria se o fosse.

  3. Pingback: Solidariedade Internacional para continuar a luta – BROTHERS AND SISTERS IN SOLIDARITY, PROUD TO BE EUROPEAN DOCKER! | O Estivador

  4. Pingback: Solidariedade Internacional para continuar a luta – BROTHERS AND SISTERS IN SOLIDARITY, PROUD TO BE EUROPEAN DOCKER! | cinco dias

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s