A canalha

Depois dos jotas de Paulo Portas terem aberto a porta para o fantástico recuo civilizacional que representaria o ensino obrigatório retroceder para o 9º ano, a JSD, pela mão do formador Hugo Soares, vem gozar com os direitos de todos fazendo aprovar mais um referendo sobre um direito fundamental.
Não creio que a iniciativa, que o António Filipe explica, encontre simpatia constitucional mas, até ver, conseguiu cumprir a orientação do governo para as suas jotas aproveitando a canalha como hooligans da palermice.

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

2 Responses to A canalha

  1. JgMenos says:

    «o fantástico recuo civilizacional que representaria o ensino obrigatório retroceder para o ?º ano» resulta necessáriamente do fantástico recuo civilizacional de haver exames nacionais e acabarem as passagens administrativas, esse grande avanço na ciência e tecnologia e que nos abriu o caminho para estatísticas decentes!

    • De says:

      A raiva que os arruaceiros têm perante factos concretos espelha-se bem neste pequeno estrecuchar de Menos.
      Veja-se bem a manipulação do dito cujo. Mistura naquele afâ de apressado propagandista das pulhices do Portas (e seus capangas) a ciência e a tecnologia com as “passagens administrativas”
      Mas vai mais longe.Levanta o estandarte das “estatísticas decentes” num exercício patético mas bem revelador do ódio patibular que tem perante dados objectivos.Que estão aí, não restando a Menos que os ir procurar,caso não saiba do que se está a falar.

      Há dias um desclassificado qualquer , afirmava em defesa deste retrocesso civilizacional, a necessidade de se trocar a “teoria dos conjuntos” por uma profissão qualquer.
      O dito energúmeno que verberava os “cretinos matulões” e os “cábulas” esquecia-se que revelava bem naquela sua utilização da “teoria dos conjuntos” o tipo de “cretino matulão e de cábula ignorante que no fundo é.
      Mas revelava algo mais.
      Porque motivo o pulha citado expressa assim o seu ódio ao conhecimento?
      “Porque preconiza um caminho social específico: o da exploração e submissão. A imposição da hegemonia cultural da burguesia, a alimentação da máquina industrial e financeira do capital, exigem a formação estreita, robótica, maquinal dessas camadas. Igualmente, esses mesmos objectivos exigem que jamais essas camadas adquiram o conhecimento, o domínio da técnica e da ciência. A pretexto de uma preocupação social, da resposta social, a burguesia assegura a reprodução da assimetria social existente, até o seu agravamento, garantindo uma escola para os pobres e outra para os ricos. ” See more at: http://manifesto74.blogspot.pt/2013/12/o-regresso-da-escola-dual.html#comment-form

      Menos atira mais longe e segue os preceitos do seu boss.Nem sequer quer escola para os pobres.Quer simplesmente reduzi-la ou aboli-la.
      Os fascistas também queriam que os explorados soubessem apenas ler e contar.E mais uns pós diriam as versões actualizadas e sinistras dos Portas desta terra)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s