Caro Ricardo Araújo Pereira,

Não sou contra a violência revolucionária. Olhe e quem. …Mas noto que na revolução francesa fizeram um panfleto de uma lista de uns 286 (é de cabeça, podem ser mais ou menos uns quantos) para abater – os nobres e tudo o que cheirasse à gestão anterior, o 1% da altura, na linguagem da malta mais nova. Pelo contrário, no 25 de abril não fizeram isso e há, agora, quem lamente o facto – são uns radicais, os nossos concidadãos, apesar das caixas e caixas de antidepressivos e das tentativas de hipnotismo por parte das mais altas figuras do estado na TV (tátuuuuddoooobeeeeeemmmmm).

A questão, voltando aos franceses, é que não planearam matar só o rei, percebe o que quero dizer? Ou é, ou não é. É que coelhos há muitos, e muita gente lucrava com uma mudança de caras – o PSD nos dias que correm já faz governo e oposição, arriscando-se, portanto, a ser suficiente. E portanto a continuar o circo, sozinho ou com o resto do centrão.

chuck-norris-facts-group-funny… neste sentido, um Chuck Norris (steven who?) a dar um balázio nos tim-tins do PM de serviço – um homem com os olhos no futuro (…tacho que ocupará depois do fim deste governo, pois claro, e que merece pelo que já deu a ganhar a quem serve) tinha dois efeitos: a elevação de um idiota a herói nacional e a elevação de um rio a PM, sem passar pela urnas. …Não? Acha que eles não se ensaiavam? Nunca fiando. Já fizeram uma data de coisas que não podiam fazer. O certo é que o capitalismo tem muitas cabeças, e cortar só uma (e tão oca) não adianta de grande coisa. Preocupa-me, sempre, esta concentração de atenções nas caras e não nas ideias. E a espera por um salvador-sebastião que há de vir resolver os nossos problemas.

celebrity-memes-chuck-norris…Não sendo para eliminar gente às centenas – é um bom princípio, generoso, e por mim, castigo maior era pô-los pobres, mas já se sabe que é mais difícil isso do que lhes dar um tiro nas nalgas – fazia mais sentido mobilizar as pessoas para elas se ajudarem a si mesmas e se associarem a outros com os mesmos problemas, combatendo esta apatia individual de ‘cada um perdido nos seus problemas’ – exigirem as coisas que lhes fazem falta, exigirem controlo popular sobre as opções económicas, ganharem espaço, encanzinarem, impedirem as negociatas ruinosas, auto-reduzirem as contas da luz, pressionarem à subida do salário mínimo, e essas coisas. Nem o governo é tão frágil como alguns pensavam, nem a miséria progressivamente insuportável faz, por si só, as pessoas reagir.

… Se não tem no staff quem lhe diga que aquela solução (a)final parecia ‘o segredo‘, diga, que a gente arranja-lhe um painel de ilustres e implacáveis desconhecidos, com sentido de humor acidulado e capacidade de lhe dizer, nas trombas, quando for preciso, que é preciso pensar mais um bocadinho. Pu-lo na minha work-wish-list. O que significa que se gerou aqui uma expectativa que não se pode defraudar assim. Upa, upa.

cumprimentos,

gui

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

17 Responses to Caro Ricardo Araújo Pereira,

  1. paranoiasnfm says:

    Foi do pior que já vi dos Gato Fedorento.

  2. Zé Corvo says:

    Andei sempre à procura da piada na origem e não cheguei lá.
    Mas 1% parecendo pouco é muita gente, muita e sobre capital de capitalismo e pena capital qual a diferença é tudo uma questão de cabeça, dizia o São Tomás.

  3. Carlos Carapeto says:

    O humor ajuda, mas não resolve.

  4. João. says:

    When Johnny Cash walks the line, Chuck Norris gets out of the way.

  5. Joca says:

    À parte a boa construção textual, não há muito mais a dizer. Criticar de uma forma séria algo que não pretende, nunca terá o resultado pretendido. Cumprimentos

  6. Pingback: A “solução” dos Gato Fedorento | Rumo ao Desassossego

  7. Antónimo says:

    Deixei de ver o Governo Sombra por causa da prestação do RAP.

    Piadas requentadas da Visão, todo o espaço – que nem sempre deu – para o Tavares se esticar em falácias.

    Ironiazitas casuísticas em vez de consistência.

  8. anonimo says:

    não percebo essas piadas do chuck norris. ele não é nenhum semi-deus, ele é apenas um actor mediocre e idiota de filmes e séries medíocres e idiotas.
    se ele fosse capaz de fazer tudo isso que vocês proclamam, ele já teria entrado pela minha casa e enfiado a minha cabeça no teclhdwvlbfçk

    • guicastrofelga says:

      é isso mesmo, um actor medíocre e machão que é usado em memes como o expoente absurdo da virilidade estúpida. como o ‘overlymanly man’, outro meme… é uma forma de desconstrução, acho eu, dessas personagem-tipo nos filmes. e, por extensão, dos modelos de comportamento machistas que oprimem os homens. 😉

      • Rocha says:

        Oprimem os homens? Olha que não Gui. O que oprime os homens, as mulheres, a humanidade inteira é a ideia que vivemos no tempo da democracia e da liberdade e que os conflictos já não se resolvem de forma violenta. A paz podre em que vivemos é um castelo de areia, uma ficção tipo matrix, não é preciso ser um génio, basta ler nas entre-linhas e cortar pelo lixo superficial, para ver que a violência como Marx dizia é a parteira da história, está e estará (como sempre esteve) presente nas grandes mudanças estruturais da sociedade seja em que sentido forem, revolucionário ou reaccionário. A violência é uma parte inseparável da luta de classes, seja no fascismo seja na social democracia seja na revolução socialista.

        Até os sociais-democratas que hoje gostam de falar em unidade da esquerda (para ter moletas jeitosas) à um século atrás assassinavam Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht e depois arrastaram os corpos pela cidade como troféus do terror burguês sobre a derrota da insurreição operária. Hoje com François Hollande a fazer safaris de intervenções militares francesas na “Françafrique” – depois da no-fly-zone líbia, do armar dos rebeldes sírios, da invasão do Mali a invasão continua na República Centro Africana – vemos que a social-democracia que impõe a recuperação capitalista da austeridade suave ou inteligente ou “que diz que ralha com a Merkel” (o cúmulo do cinismo) nada aprendeu com as guerras e os colonialismos do passado. Esta é essência do capitalismo seja liderado por uma suposta “esquerda” ou por uma assumida direita, obter mercados e saquear matérias-primas seja por acordos económicos baseados na corrupção e no assalto a países débeis seja pela guerra e roubalheira colonial à moda antiga.

        É ver a extrema-direita aí a reinar por essa Europa fora e a ser líder de mobilizações de massas em países em que a esquerda é miserável (miserável no sentido de serem uns completos vendidos, umas miseráveis carpideiras que choram pelas migalhas do Estado Social) como a França e a Itália são a prova que a violência vem e virá sempre ao de cima neste tempo de crise profunda, histórica e estrutural do capitalismo – cujas soluções são para a burguesia nada mais que o mais dantesco regresso à fome, à barbárie e à guerra.

        Concluindo, o Chuck Norris será até pouco viril se olharmos para ele como modelo de pancadaria. Este tempo que vivemos não é para meninos. E as mulheres como a Rosa Luxemburgo continuam a ser sepultadas por baixo das meninas bem comportadas e de boas maneiras.

      • Carlos Carapeto says:

        Camarada Rocha deixa-te de floreados.

        O que está vigorar na Europa é o Nazismo financeiro (por enquanto) até ao momento dos levantamentos populares com almejas, se chegarmos a esse ponto eles vão usar todos os meios que foram usados por os seus antecessores Hitlerianos.
        Não te serve de exemplo as manifestações pacificas violentemente reprimidas?

        Queres mais brutalidade que aquela que estão fazendo com o saque aos direitos sociais por toda a parte?

        Os povos da Roménia e Bulgária retrocederam para condições de vida anteriores à II GG.

        A ascenção da extrema direita por toda a Europa de Leste, consentida, apoiada e promovida por as sociais democracias Ocidentais são razões para nos deixar muito mas muito preocupados.

        Não te incomoda ver (ou saberes) que antigos membros das SS Waffen desfilam fardados em paradas publicas , ostentado orgulhosamente condecorações recebidas por os serviços prestados às forças Nazis?

        São situações rotineiras em alguns países de Leste, e mais com a presença oficial de membros dos governos desses países.

        O que está a acontecer neste momento na Ucrânia desmascara definitivamente a retórica das denominadas democracias Ocidentais subordinadas aos interesses do grande capital.

        Quando é que os EUA ou qualquer pais da UE iam permitir que politicos e dirigentes de outros países entrassem casa dentro e fossem discursar para manifestantes contrários aos seus governos?

        A gravidade da situação na Ucrânia é por tratar-se de forças de extrema direita, nazis assumidos. Banderistas.

        E nós andamos aqui todos preocupados em ouvir quantos traques dão, Barroso, Cavaco, Passos, Portas e essa cambada toda.

        E não abrimos pio a denunciar a desgraça que o capitalismo mergulhou a maioria das populações dos países socialistas.

        Os nossos inimigos meteram-nos os instrumentos nas mãos, mas nós não sabemos ou não queremos utilizá-los.

        Para satisfação dos anti-comunistas, que frequentemente desenterram o papão. Como se continua a verificar em debates no parlamento e outros locais publicos.

        Já tenho abordado este tema com altos responsáveis do Partido.

        Sou da opinião quem cala consente. E como dizia Eurico Corvacho ” a luta é de morte contra o capital, portanto temos que usar todas as armas ao nosso dispor”.

        Cumprimentos.

      • Francisco says:

        Poix é Rocha, tou como tu. Este texto é mesmo muito fraquinho e completamente desnecessário… Sempre que as críticas ao sistema descem do abstracto e passam para o concreto é ver a malta vacilar… e depois há tiradas destas: “O certo é que o capitalismo tem muitas cabeças, e cortar só uma (e tão oca) não adianta de grande coisa. Preocupa-me, sempre, esta concentração de atenções nas caras e não nas ideias. ” Como se para derrubar as ideias não fosse preciso eliminar os seus arautos principais.. Enfim a mim o que me preocupa é o pensamento “miserável”(para pegar nas tuas palavras) que vigora em muita gente que se reivindica de esquerda.

  9. Tânia Duarte says:

    Gosto do humor dos Gato Fedorento mas detestei a última aparição! My God, tanta crueldade!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  10. xatoo says:

    É interessante a forma como são comentados os aqui os medos, os do actual paradigma financeiro e os do passado nazi. Cabe aqui simplificar a questão: na 2ª Grande Guerra (prolongamento da 1GG, o que corresponde a uma periodização entre 1914-1945) tratou-se de um confronto entre duas grandes potências industriais financeiras; calhou ganhar uma delas; se ganhasse a outra a situação dos povos seria absolutamente igual (o Nazismo se calhar mais rápido a atingir a finalidade de uniformização da espécie por morte rápida, o Neoconismo mais soft por morte lenta). pelo meio, ficou a organização a partir das bases, citando a Rosa Luxemburgo: “Liberdade sem Igualdade é exploração; Igualdade sem Liberdade é opressão. Solidariedade é o caminho comum para a Liberdade e Igualdade”

    • Carlos Carapeto says:

      Se a II GG foi o prolongamento da I , a guerra atual à escala planetária que origens tem?

      Neoconismo? Talvez pretendesses dizer Neocomunismo?
      Em que ideologia vagueias que não te ensina a distinguir fascismo de comunismo?

      Tratasse de uma distração muito estouvada da parte de alguém que pretende estar sempre acima dos demais quando se trata de discutir luta de classes, consequência da exploração e desigualdades impostas por o sistema burguês..

      Quem denegride o socialismo perde toda a legitimidade para discutir Rosa Luxemburgo. E se o faz é por puro oportunismo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s