O MPL é um movimento social apartidário, mas não antipartidário.

Envio a minha solidariedade incondicional a todos os partidos de esquerda que estão nos protestos, perante a brutal repressão de milícias pró burguesia, fascistas, lumpens e criminosos sobre militantes de partidos de esquerda no Brasil, a coberto da crítica aos partidos, transformada numa crítica a todos os partidos, cerceando a liberdade e o livre direito de organização:

941711_503356956397226_1617201033_n

«O Movimento Passe Livre (MPL) foi às ruas contra o aumento da tarifa. A manifestação de hoje faz parte dessa luta: além da comemoração da vitória popular da revogação, reafirmamos que lutar não é crime e demonstramos apoio às mobilizações de outras cidades. Contudo, no ato de hoje presenciamos episódios isolados e lamentáveis de violência contra a participação de diversos grupos.
O MPL luta por um transporte verdadeiramente público, que sirva às necessidades da população e não ao lucro dos empresários. Assim, nos colocamos ao lado de todos que lutam por um mundo para os debaixo e não para o lucro dos poucos que estão em cima. Essa é uma defesa histórica das organizações de esquerda, e é dessa história que o MPL faz parte e é fruto.
O MPL é um movimento social apartidário, mas não antipartidário. Repudiamos os atos de violência direcionados a essas organizações durante a manifestação de hoje, da mesma maneira que repudiamos a violência policial. Desde os primeiros protestos, essas organizações tomaram parte na mobilização. Oportunismo é tentar excluí-las da luta que construímos juntos.

Toda força para quem luta por uma vida sem catracas.

MPL-SP

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

4 Responses to O MPL é um movimento social apartidário, mas não antipartidário.

  1. Francisco says:

    Pois, mas parece-me que os manifestantes ficaram sobretudo “eriçados” com as bandeiras do PT nestas manifes… O que não deixa de ser uma grande provocação. A Dilma e o PT sabem na toda

  2. Thiago Assis says:

    Muito bom, assino em embaixo. Não é justo “vetar” a participação dos militantes de esquerda que à tanto tempo vão às ruas (eu por exemplo) lutar por um país mais justo.

  3. Argala says:

    Acendeu-se o rastilho, agora é continuar a carregar sem dó nem pieadade!
    Eles só recuam perante a violência organizada dos trabalhadores.
    Viva a Revolução!

  4. Carlos Leal says:

    Precisamos deixar claras as nossas intenções mostrando algumas faixas com os seguintes dizeres: “Sem partido, sem máscara, sem violência!”. “Mostre seu rosto e não esconda a sua cara, participe sem medo!”. “Protestar é preciso, por boas causas!”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s