Barbárie

A guerra mostra o pior e o melhor do que somos, aprendemos isso cedo, nas primeiras leituras, em quase todos os relatos. Pena é que, na maior parte das vezes, o lado mau é estupidamente mais brutal e frequente do que o lado bom. A guerra na Síria atira-nos de cabeça para a idade média, sendo que as imagens de um “rebelde” a extrair e a comer (ou simular extrair e comer) o coração de um soldado sírio é só mais uma visão macabra para a galeria dos horrores da nossa história. Há imagens, mas são desaconselháveis a quem não esteja com o estômago rijo e esvaziam a boca de palavras a qualquer um que não tenha perdido a humanidade. O assunto já chegou à BBC, com explicações plausíveis, e com a coragem de dizer que não chegam declarações académicas de repúdio quando se ultrapassam todos os limites. Esta é uma daquelas alturas em que perdemos toda esperança.

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

23 Responses to Barbárie

  1. O que é assustador é que se isto tivesse sido ao contrário e tivesse sido praticado por um partidário do Bashar al-Assad então isso já nem seria notícia aqui no 5dias. Exactamente como as notícias de Israel. Só aqui estão as que Israel é agressor. Quando são os moderados muçulmanos do Hamas, tudo Ok.

    Vá, está na hora de ir fazer a vénia ao Mao e renovar a vela do Stalin…

    • Não. Nunca me viu fazer venias a Assad, mas com rebeldes assim, quase dá vontade.

      • Argala says:

        Renato,

        Não é altura para nim-nims nem posições dúbias. Na Síria joga-se o futuro de toda a Resistência na zona. Toda. E tomar posição não é vénia nenhuma.
        Se cai o Exército Árabe da Síria às mãos destes mercenários, cai toda a Resistência Nacional Libanesa, caiem uma série de grupos palestinianos (não vale a pena enumerar), as armas deixam de chegar à faixa de Gaza (neste momento às Saraya Al-Quds), o Irão perde também a sua ligação com estes movimentos e fica cada vez mais vulnerável para um cenário de guerra convencional.

        O nim-nim é apenas uma posição de conforto moral. Neste momento é necessário apoiar abertamente o Exército Árabe da Síria.

      • Carlos Carapeto says:

        Renato!

        Recorda-se o que lhe respondi quando disparou há uns tempos as tais atoardas acerca da Síria de Assad?

        O mesmo que Dudaev respondeu a Gratchov. Encontramo-nos em Grozny.
        Nós também já encontramos a nossa Grozny.

        O senhor teve a desfaçatez de tomar posição ao lado da OTAN durante a agressão à Libia e hoje não encontra uma palavra de condenação ao inferno em que a Libia está transformada?
        Sim; os militares da OTAN estão apenas a defender os poços de petroleo como de uma propriedade sua se tratasse. De resto o povo está nas mãos de facções e de clãs, cada qual controla o seu quinhão.

        Onde posso encontrar a sua condenação da descida aos infernos dos Libios depois da queda de Khadafi?

        Agora sobre a Siria.
        Sim de acordo que Assad pai e filho nunca se pautaram por as regras da democracia tal como é entendida nesta aparencia Europeia, no entanto comparada com todos os outros países da região podia ser considerada uma democracia avançada.
        Sim; só por ser um Estado laico e serem autorizados sindicatos já tinha tudo de melhor que toda a vizinhaça.

        O banho de sangue que está a ser perpetrado na Siria nada tem a ver com democracia ou ditadura, o que ali se joga é o dominio de interesses geoestrategicos, geopoliticos e por conseguinte controle das riquezas naturais de todo o Médio Oriente, bacia do Cáspio, Ásia Central, Sibéria e finalmente enfraquecer China pela retaguarda.

        Em suma; levar a cabo as doutrinas de Machinder e Brzenzinsky.

        Porque se fosse a democracia que estivesse em causa então deviam começar por eliminar as petro/ditaduras medievais da Peninsula Arábica.

        A começar na Jordania, passando por Israel terminando no golfo de Oman.

        Sei que não estou a ensinar absolutamente nada ao Renato. Sabe disto e muito mais .

        Dá estas piruetas porque gosta de cavalgar na onda mediática.

        Desta vez aproveitou o furo de uma noticia que sabe que repugna qualquer cidadão, para criticar os rebeldes, no entanto omite quem está por detrás desta selvejaria (quem paga e patrociona).

    • Argala says:

      Caro,

      Está desactualizado. Os moderados do Hamas, parece que agora já são mesmo moderados (sem ironia), fazem parte do campo americano e têm a sua base instalada na capital do mais respeitável dos países árabes: o mesmo que vai receber o mundial de futebol de 2022 e onde está uma das mais caras bases militares dos Estados Unidos. Portanto, se Israel quer pedir explicações sobre o que faz ou deixa de fazer o Hamas, pode fazê-lo junto da Casa Branca.
      E mais, consulte as próprias fontes israelitas sobre o acordo entre os traidores da AP e do Hamas acerca da luta armada.

    • De says:

      Oh Lopes de novo a dizer asneiras? Eu sei que depois de ter dado aquele triste espectáculo desapareceu por uns tempos.Vergonha ou alguma outra coisa mais?Espero que o comité Mises não lhe the tenha puxado as orelhas…

      Mas vamos à vaca fria.O que é assustador é que, perante estas imagens chocantes,o lopes do comité Mises avance com processos de intenção sobre outrém e continue impávido e sereno sem sequer se ter debruçado sobre o conteúdo daquelas imagens horríveis
      O comité Mises dá assim mais um passo para a sua completa desacreditação intelectual e moral.Já não se abordam os factos que se nos apresentam. Quais vulgares marionetas de ocasião, tentam-se uns exercícios de desculpabilização e atira-se para o lado.
      Como se o horror da notícia não fosse só por ela própria um verdadeiro pesadelo.Como se o que se estivesse em causa fosse o saber quem noticiou este crime hediondo em vez do crime em si próprio.
      Com uma agravante.É que perante não factos se inventam cenários de “susto” como forma de escamotear estes crimes hediondos.
      Este tipo não tem vergonha.Um verdadeiro realista a sair do cano do esgoto?

      O comi´te Mises tem de facto um tipo à sua altura. A roçar o

      • Que interessante, De. Isto é melhor que vir ao Zoo. Você parece aqueles animais, carentes de atenção, que vão atrás ao primeiro grão de milho seco.

        Você só interpreta e dispara verborreia. Obviamente que é condenável o que ali é feito. É execrável. No entanto, tivesse sido ao contrário, nem era aqui referido. Os comunistas são assim. Basta ver a forma subserviente com que Saramago falava da União Soviética ou de Cuba. Que respondia quando o confrontavam com os crimes de Stalin? Que ele era um comunista hormonal, não controlava. Ele não controlava era os disparates que lhe saiam da boca. E assim se ganha um Nobel.

        Aliás, não vá tão longe. Que faz o seu camarada Argala sobre o regime sanguinário da Síria? O mesmo!

        Agora vá, tome lá um macarron da Ladurée e largue-me a perna.

      • De says:

        Oh Lopes! Zoo? Vossemecê está perturbado.Assim ainda arranca os pelinhos do queixo e aparece de novo lá no seu sítio, no estado lastimoso em que surgiu, depois de ter sido suavemente desmascarado nos seus limitados voos “económicos”

        Oh Lopes!”Obviamente que é condenável”.Vossemecê torna a ser desonesto e a ageniar.Tal como de costume começa por escrever alhos e depois retorna com bugalhos.Eu repito solenemente:”O que é assustador é que, perante estas imagens chocantes,o lopes do comité Mises avance com processos de intenção sobre outrém e continue impávido e sereno sem sequer se ter debruçado sobre o conteúdo daquelas imagens horríveis”.
        “Esqueceu-se” do facto? Então peça desculpas e comporte-se como um homenzinho.

        E por favor deixe essas figuras patéticas e toscas de atirar sobre Saramago e sobre Cuba e sobre o meu “camarada” Argala.Percebe-se que tente tudo para desviar a denúncia deste horror.Mas desta forma tão claramente pusilânime e tão manifestamente boçal…é obra!

      • Você é delicioso, De. Aquelas imagens não precisam de uma ampla prosa e do seu pretensiosismo literário deveras prosaico para serem reprováveis. São e pronto. Mas ainda mais é a auto-censura deste blog quando o crime é praticado do seu lado da barricada. É que o homem que come o coração é um bárbaro, aqui são pessoas educadas e instruídas. De um animal, esperam-se atitudes animalescas, de humanos, atitudes humanas. E sanear as atrocidades dos regimes comunistas passadas e presentes não é o caminho. Afinal, até porque há quem suspeite que a Coreia do Norte é uma democracia, não é?

        Tome lá um chouricinho, que se lhe atiro macarrons ainda diz que sou bcbg.

      • De says:

        Não precisam pois não?
        Por isso é que se calou e pôs-se a choramingar para o lado.Agora foi dar um passeio até à Coreia. Uma forma de desculpabilização intolerável.

        O que admirar mais?
        Os jogos de cintura, a hipocrisia,a cobardia de nem sequer conseguir assumir o escrito ou a ideologia soturna e sinistra?

      • De says:

        Ah ,um pormenor picaresco:
        o “macarron da Ladurée “…
        Tão chique, não?
        Isso misturado com a perna do Lopes resulta em quê?
        Decididamente vossemecê vê os outros da forma distorcida como vê o mundo: Um realista irreal, com o toque de pedantismo adequado aos seus sonhos estranhos de pernas em disputa.

      • Carlos Carapeto says:

        “.Mário Amorim Lopes
        . Afinal, até porque há quem suspeite que a Coreia do Norte é uma democracia, não é?”

        Pode não ser uma democracia mas de certeza que nunca reprimiu nem praticou massacres com esta bruralidade.
        Porque se o tivesse feito Vc já estava aqui todo lampeiro a denunciar.

        http://en.wikipedia.org/wiki/Gwangju_massacre

      • Carlos Carapeto says:

        “Mário Amorim Lopes .
        Você só interpreta e dispara verborreia.”

        Caro Amigo; pior que disparar verborreia é mentir , tentar fazer joguetes com a história, mascarar a verdade.

        Hó criatura atualize-se, esse tipo de propaganda hoje apenas é partilhada por gente de direita (nem todos já) e ignorantes.

        O que sabe acerca de Estaline?
        Aquilo que escrevem Robert Conquest, Simon Sebag Montefiori, Anna Appleibaum e outros sicários ao serviço do capitalismo!

        Quanto a Cuba só pode estar a referir-se a Guantanamo.

      • O seu dogmatismo e fé são tão grandes que é capaz de fazer revisionismo histórico descarado e negar as atrocidades praticadas por Stalin. É pior que constrangedor, é assustador. E usa o truque do Pravda: descredibilizar os oponentes. Já leu Anne Applebaum? Se de facto tivesse lido, primeiro saberia como escrever o nome dele. Segundo, veria que o livro está repleto de testemunhos, incluindo de ex-membros do NKVD. Mas ainda assim, a sua cegueira é tão grande que iria negar os factos simplesmente gritando mais alto e chamando mentirosos aos outros.

      • O nome dela e não dele, obviamente. Typo.

      • De says:

        Lopes bem tenta mas não consegue.
        Empurrado pelo espírito de missão do comité ( que nick bem posto a um escritório do Mises,hein?) vossemecê tenta esconder a enorme violência que as imagens denunciam com artifícios vários, qual vero estratego goebbeliano

        Os pontos nos is:
        Quem é responsável por estas atrocidades são os amigos dos seus amigos.São os terroristas e os fascistas islâmicos que Obama, que Cameron que Hollande , que barroso, apoiam.A fina flor do entulho de direita a que se associam os neo-cons amantizados com a corja neoliberal.
        São estes criminosos que têm o apoio do Nato, do ocidente,do império.As imagens mostradas de facto não são as piores do que se passa na Síria e foram dados outros testemunhos da selvajaria dos que estão ao serviço dos interesses dos mandadores do mundo.

        Não abordemos a sua estoriazita sobre Applebaum e a sua manha viscosa e pegajosa ao fazer o seguinte comentário: ” Se de facto tivesse lido, primeiro saberia como escrever o nome dele.”
        Poderia dizer que o erro na escrita por parte do Carlos(“Appleibaum “) está exactamente ao mesmo nível do seu, e que seria mais do que justo atirar-lhe à cara que “Se de facto tivesse lido, primeiro saberia como escrever o nome DELA.Mas isso seria colocar-me ao mesmo nível que você e se falo nisso é só para (mais uma vez) evidenciar aquilo que é e o seu modus vivendi de atirar para o lado à moda do já citado Goebbels.

        Mas o que não pode ser deixado em claro é a sua afirmação :”Aquelas imagens … reprováveis.São e pronto.Mas ainda mais é a auto-censura deste blog…”
        Quer dizer, o Lopes acha mesmo e escreve que é pior a dita censura aqui neste blog que o horror daquelas imagens.
        Lopes.Não é admissível tal Adivinha-se que deve ter em alta conta Milton Friedman( e que por trás da sua cama deve estar um poster semi-escondido deste a fazer amor com Pinochet.
        Estas suas palavras definem-no um pouco melhor.Sem querer(?) descaiu-lhe o dedo (no teclado) para a verdade.Você parece o Gaspar de facto: um pequeno canalha

  2. JgMenos says:

    Não é matéria de esperança.
    A besta é, na sua circunstância, sempre a mesma.

    • Carlos Carapeto says:

      Primeiro que tudo.
      Não lhe chamei mentiroso. Nem sei quem é para o adjetivar como tal. Que está a faltar à verdade com insinuações vagas e imprecisas não o pode negar e quem falta à verdade está a mentir ( é o que está escrito, mentir).

      E por constatar que estava a faltar propositadamente à verdade desafiei-o a revelar o que sabe acerca de Estaline.
      Antecipei até algumas fontes que certamente inspiraram a sua douta sabedoria.
      A resposta foi o paleio chocho do costume. Atrocidades, revisionismo histórico.
      Que atrocidades? Especifique!
      Qual revisionismo histórico? Está enganado a história não tem dono nem se apaga, a história foi feita por os próprios protagonistas.

      E também não será pretender assenhorear-se de uma inteligência superior saber se alguém leu ou não algo só pelo facto de ter colocado uma letra a mais ou a menos no nome do autor do escrito?
      Duvido tratar-se de um QI elevado, tratasse sim de Q E (Quociente de Esperteza) fora do comum, essa não é uma caraterística dos humanos.

      Que interesse tem ser Anne, Appleibaum ou Applebaum? Para bom entendedor meia palavra basta.

      O que conta é a capacidade de saber analisar aquilo que a senhora escreve, o modo oportunista como à custa de vitimas inocentes faz demagogia ideológica, torce e retorce os factos, branqueia vergonhosamente os crimes nazis.
      O livro Gulag é uma elegia ao nazismo, amacia a tragédia que provocou. Como aquela passagem que durante o cerco a Leninegrado o governo ter reduzido para 120 gramas diárias a dose de pão.
      Devia ter dito quem foi responsável por isso..

      Ou aquela outra que as prisões e os fuzilamentos a determinado ponto já não eram efetuados por o crime cometido, mas sim escolhidos o nome por ordem alfabética.
      Tratasse de contrações escritas com ar sério cujo objetivo é negar e banalizar as ações do nazismo.

      Ainda tem o despudor de afirmar no livro que depois da guerra as deportações aumentaram. Que admiração?
      Só o general traidor Vlassov se passou com 350 mil militares para o lado dos nazis.
      Talvez pretendesse que recebessem os traidores e colaboracionistas à maneira tradicional Russa. Pão, sal e flores?

      E sobre a saída dos Polacos da URSS é o anticomunismo levado ao paroxismo extremo.

      Consultando cada um dos fabricantes do “terror” comunista todos apresentam versões diferentes, existe uma competição macabra entre eles par ver quem consegue apresentar as cifras mais elevadas.

      Se eles próprios não se entendem a quantificar essa tal “tragedia” como pretendem ser levados a sério?
      Começaram em algumas centenas de milhar para alcançar números fabulosos de mais de 110 milhões.

      Da minha parte não sou daqueles que defendem que não se passou nada. Defendo que antes de fazer afirmações pungentes, se devem analisar os contextos. E acima de tudo divulgar a verdade. Existe.

  3. Argala says:

    As sevícias dos mujahideen da NATO terão a resposta militar apropriada. E Infelizmente há pior, clicar aqui (atenção aos estômagos).

    O objectivo destes ratos, e dos pascácios que os financiam, é intimidar. É o desespero de sucessivas derrotas militares.

  4. Don Luka says:

    É a guerra. Não vai acabar nunca, serve demasiados interesses e todo o mal que faz pode ser limpo com o algodão dos heróis que cria à pressão e dos inimigos que a propaganda cria. Puta que pariu pois os que a financiam e os que a defendem seja por que meio for.

  5. xico says:

    Porque raio a comparação com a Idade média? Desde quando se fizeram maiores atrocidades na Idade Média do que as que se fizeram no século XX? Se quer um termo de comparação para a bárbarie, procure no século XX e XXI. A dificuldade estará na escolha, não na quantidade.

  6. Victor Nogueira says:

    Síria ? Ora em Portugal Pedro I, o da doce inês, fez o mesmo a dois dos executantes da ordem de condenação à morte por Afonso IV da dita inês – por razões de Estado Não é preciso sair de Portugal onde tal feito é aparentemente considerado banal ! Por ser da realeza ? E dum rei pretensamente “popular” ?

  7. De says:

    Mais material sobre a estirpe dos fascistas islâmicos,aliados,apoiados,armados,confortados, comprados,amados pelos EUA,Nato,Cameron, Hollande, Barroso e companhia.
    Revoltantes as imagens e o que elas indiciam.

    http://actualidad.rt.com/actualidad/view/94614-video-ejecucion-rebeldes-siria

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s