António Guerreiro (obras completas)

AGuerreiro_29Dez2012

(imagem encontrada aqui)

• As crónicas do António Guerreiro que o Expresso publicou até Dezembro de 2012 podem ser lidas aqui, todas muito recomendáveis (ADENDA: Parece que o António Guerreiro foi mesmo afastado do Expresso, segundo o próprio porque não escrevia para essa aberração do “leitor médio” – a partir dos 11’15”).

• As que o Ípsilon publica actualmente, salvo erro desde Março, podem ser encontradas aqui, devidamente etiquetadas com “António Guerreiro”.

• Sobre Peixoto (ou sobre o que Peixoto representa), António Guerreiro já tinha dito várias coisas, nomeadamente:

“Sobre os editores como produtores literários” (“Ao pé da letra”, Expresso-Actual, 24.12.2009)

“A missão de uma editora e dos seus rapazes” (“Ao pé da letra”, Expresso-Actual, 12.6.2010)

“A república universal das Letras” (“Ao pé da letra”, Expresso-Atual, 13.10.2012)

e a mais recente, sobre Os Lusíadas made by José Luís Peixoto:

“O que é um escritor?” (“Estação Meteorológica”, Público/Ípsilon, 19.Abr.2013)

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

2 Responses to António Guerreiro (obras completas)

    • Morgada de V. says:

      Faz parte dos mistérios: como é possível gostar de António Guerreiro e de Alberto Gonçalves ao mesmo tempo? De qualquer forma, a mim basta-me que o Plúvio continue a publicar pontualmente as crónicas do António Guerreiro, um serviço pelo qual lhe estou grata.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s