Em mais um dia em que tanto nos envergonha a todos, recordemos o que dele disse Saramago

P.S. – A propósito desta notícia: Cavaco Silva esquece José Saramago na feira do livro de Bogotá

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

31 Responses to Em mais um dia em que tanto nos envergonha a todos, recordemos o que dele disse Saramago

  1. Dezperado says:

    Saramago é aquele escritor que gostava tanto de Portugal que foi viver para Espanha. Nem foi preciso o Passos vir dizer para emigrar!

    • De says:

      A desonestidade de um neoliberal com espirito revanchista dá nisto.
      A saída de Saramago do país teve causas objectivas e que todos conhecem.
      Por acaso o referido escritor gostava mesmo de Portugal.E tinha uma outra classe que nem todos os laras e cavacos desesperados ou em vias de desespero não têm, já que lhes são conhecidos o vergar da coluna vertebral ao capital e aos interesses da alemanha.
      🙂

      • Dezperado says:

        Neoliberal…bla bla bla…despesperado…bla bla bla….capitalismo….bla bla bla….ja se percebeu que as tuas limitações são grandes….

      • De says:

        Um caso desesperado
        Os papás do desesperado ficaram de rastos´
        🙂

      • Dezperado says:

        Desesperados ficaram os teus pais quando viram que pariram um filho com palas

      • De says:

        “Sou como um elefante numa loja de louças: não sigo pauta, nem roteiros.”
        A frase é de Saramago. É citada para revelar o desespero de um desesperado perante quem não lhe segue a cartilha
        🙂

      • Libertário says:

        Não há alternativa… bla bla bla… vivem acima das possibilidades… bla bla bla… comem criancinhas ao pequeno almoço… bla bla bla… preguiçosos… bla bla bla… virgem santíssima… bla bla bla e bla bla bla e mais bla bla bla!
        já se percebeu que as tuas limitações são grandes….

      • Dezperado says:

        ó DE, ja arranjaste aqui um amigo….fala com ele, porque as vossas palas são do mesmo estilo!

      • De says:

        “Das habilidades que o mundo sabe, essa é a que ele ainda faz melhor: dar voltas!”

        Saramago dixit.
        (Para desesperados meditarem nos próximos dias, dada a ausência de fim-de-semana.:)
        🙂

      • Antonio says:

        O facto de ter escolhido justamente as Canarias para viver onde os impostos sao baixissimos também deve ter sido por causas objectivas. Como bom comunista era, nunca deixou de pregar as a sua ideologia, relembrando as vantagens do socialismo e da distribuiçao da riqueza….dos outros. Sem nunca vergar a coluna vertebral é certo. Um belo e classico exemplar.

      • De says:

        Ainda bem que Saramago, de forma coerente, fez valer os seus princípios comunistas na sua forma de viver.

        Ainda bem que o rancor dos seus adversários se manifesta dessa forma baixa, expressada aqui pelo antónio, ruminando sobre os impostos de Saramago, algo a que os deserdados intelectuais e de valores desta vida recorrentemente recorrem.São assim estes também coerentes com a ideologia do crime e da miséria que pregam e que defendem.
        Falta-lhes também a coluna vertebral. E quais antónios de outras eras, atiram-se a quem a tem

      • Dezperado says:

        “A saída de Saramago do país teve causas objectivas e que todos conhecem.”

        lembre-me la quais foram essas causas objectivas

      • De says:

        Está enganado desesperado.
        Troca-tintas em termos de educação não são aceites ao bel prazer da ignorância e da preguiça dos referidos troca-tintas.
        Vá procurar que encontra.
        Se pedir por favor talvez surjam alguns links alusivos a.

      • Dezperado says:

        Pois, nem tu proprio sabes….Com essa resposta dizes tudo…

      • De says:

        Então não?
        🙂
        Como é possível tanta ignorância? E o ar expedito com que alardeia tal ignorância agrava ainda mais a imagem de.

        Citando mais uma vez Saramago:
        “A ignorância está se expandindo de maneira aterradora.”
        Desesperado teima em mostrar que Saramago tem razão.
        Certo?
        Certíssimo

  2. “…por isso, afinal, morremos, quando já não conseguimos suportar a violenta luz da vida.”

    Trecho do livro “O Ano da Morte de Ricardo Reis”.

    Ficaram as palavras, essas, sempre perenes; fiel alerta a qualquer arremesso de estupidez.

  3. faff says:

    Há jumentos que enchem o focinho de Camões, esperando que alguém os oiça quando zurram…

  4. JgMenos says:

    Se mencionaram Camões e Pessoa, ainda Saramago tinha muito que esperar para lhe chegar a vez de ser mencionado.
    Bem sei que sendo comuna tem sua hoste defensora, mas não tira que seja em boa medida ilegível em várias línguas para além do português.

    • De says:

      A honestidade de Menos varia proporcionalmente ao seu paupérrimo conhecimento da literatura.
      A sua incapacidade de leitura é que parece ser um dado novo.Não sei se extensivo ou não a várias línguas.
      E o rapazote morde ainda a língua quando houve falar no Nobel Português.Tem alma de cavaco

    • red says:

      jogamenos com a cabeça do que com os pés.Realmente,pertences aquela classe dos migueis de Vasconcelos.Põe-te a pau,rapaz,pq Trípoli pode estar à esquina da história…

    • Bolota says:

      ” Saramago tinha muito que esperar para lhe chegar a vez de ser mencionado.”

      JgMenos,

      Pois…agora imagina o que Cavaco teria de esperar. Já tentaste colocar um ao lado do outro???

  5. JgMenos says:

    Nunca levei um livro do Saramago até ao fim…aborreço-me antes!
    Nisso reconheço a sua excepcionalidade…para além da tão pirosa originalidade da pontuação e da letra miúda!

    • Pimba says:

      Cá está a prova de que Saramago não é para mentes pequeninas…! 😀

    • Bolota says:

      Tenta ler Vasco Graça Moura o grande intelectual da direita e ficas de barriga cheia.

      Menos, porque será que tudo o que tem algum valor seja de que tipo for é de esquerda???

      • JgMenos says:

        É um mistério tão grande que é preciso ser de esquerda para acreditar nisso!

      • De says:

        ““Como diz a filosofia do elefante, se não pode ser, não pode ser.”
        José Saramago

        (estas oportunidades são muito úteis para .)

      • Bolota says:

        JgMenos

        Saramago foi Nobel e era de esquerda, de direita que eu saiba em Portugal não há Nobel nenhum, logo é um facto e não um acto de fé.

    • De says:

      Nas tintas se ” leva ” ou não um livro de Saramago
      Mas tremendamente revelador da “pobreza” de quem assim comenta uma obra e um autor. Lembro-me de uma história contada pelo Vitorino de Almeida sobre um militar que ouvia todas as músicas como se fossem apenas uma. Confundia-as todas e todas se aglomeravam como se fossem a mesma.Uma mescla formidável que o referido personagem convertia numa pobre marcha…militar.
      Dizia ele que quando tomava consciência do facto …deixava de ouvir o que estivesse a ouvir…era demais para a sua pobre cabeça.

      Um pequeno contributo para a “dor-de-cabeça” pirosa:
      “Para Harold Bloom, um dos mais importantes críticos literários da atualidade, Saramago era, ao lado do americano Philip Roth, o mais talentoso escritor vivo até sua morte. Não se trata de um elogio fácil. O português que ganhou o Nobel de literatura em 1998 exibia uma versatilidade que, segundo Bloom, poderia aproximá-lo de Shakespeare, trafegando com inteligência do drama à comédia.”

      Há mais.Fica para depois

  6. von says:

    Para mim, ainda faltava referir o Eça. Mas isso é para mim…

  7. Don Luka says:

    Sul monte de pietra può nascere un fiore.

    Saramago era um comuna com alma, tornou-se uma excepção, uma dádiva.
    À volta dele só ficaram pedras, cada uma mais dura e inerte que as restantes, homenagens ao vazio.

    • De says:

      Homenagem de uma pedra? Já não é nada mau.
      Tal como a consciência do Luca ao assumir-se ser uma pedra a caminho de cada vez maior dureza e cada vez mais inércia.
      Um pouco de humildade não fica mal a ninguém
      🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s