Democracia…

A diferença entre a democracia portuguesa e a venezuelana é que lá, sempre que há dúvidas sobre quem deve governar, disputam-se eleições. Em Portugal, mesmo com uma maioria social a pedir a demissão do governo que continua alegremente a executar um programa político que está longe do que apresentou a eleições e que coloca em causa direitos, liberdades e garantias conquistadas, a devolução da palavra ao povo vai sendo adiada…

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

32 Responses to Democracia…

  1. jmf says:

    Não tarda nada q apareçam aqui os q vão converter a derrota numa vitória….

  2. JgMenos says:

    Logo que o Maduro dispense o ‘pardal’ que o acompanhou na campanha será o momento de partir para eleições por cá!
    Sem um espírito-guia corremos o risco de arranjar sarilhos!

  3. Mas em Portugal não vives em Democracia nenhuma. E na Venezuela estava quase a ir para lá um que é tão democrata como o Obama, o Passos, o Sócrates, o Soares.

  4. Camarro says:

    Para a comunicação social a notícia não é a vitória de Maduro mas o facto de Capriles ter perdido por “apenas” 200.000 votos. Parece que, ao contrário dos EUA, na Venezuela, quem vence as eleições é mesmo presidente ao contrário do que aconteceu com o Mr. Danger em 2000. Por um voto se ganha, por um voto se perde! A revolução continua dentro de momentos!

  5. Rocha says:

    Longe do programa eleitoral apresentado nas eleições e longe do que permite a Constituição.

    Este é um governo anti-democrático e anti-constitucional.

  6. faff says:

    Penso que a diferença não é essa, ou pelo menos não deve ser colocada assim. A verdadeira diferença é que na Venezuela existe e pratica-se a democracia, enquanto por cá vigora a cleptocracia ou, no mínimo, existe uma plutocracia dominante.

  7. Dezperado says:

    “a devolução da palavra ao povo vai sendo adiada…”

    Voce quando se refere ao “povo” fala de quantas pessoas??? Ou será que voce agora é o porta voz do “povo”?????

    Para além de querer representar o “povo” ainda diz que na Venezuela é que ha democracia…..eheheheh…essa foi bem apanhada!!!!!

    • De says:

      Você quando fala em porta-voz é o porta-voz do Relvas?Do Passos?Ou de qualquer outro neoliberal caceteiro em estado desesperado pelo facto das hienas que nos governam estarem a ser postas em causa?
      (pausa)
      Quanto à Venezuela parece que de facto é mais democrática do por aqui.E como é hábito nestas ocasiões até surgem algumas hienas com o seu “risinho ” a tentarem esconjurar o facto
      Essa foi bem apanhada ….mas prescindimos da pontuação
      🙂

      • Dezperado says:

        As hienas que nos governam, foram eleitas democraticamente pelo povo…..mas eu percebo-te…..se o governo nao fosse eleito pelo povo, um dia, o teu partido subiria ao poder…..mas isso era noutros tempos…..temos pena…..em democracia o povo atraves do voto elege governos. Agora vai la ler mais um livro do Alvaro Cunhal e tenta perceber, se o povo vos adora, como é que voces estao a desaparecer!!!

      • De says:

        “Percebo-te? Vai lá ler? o teu partido?”
        Este desespero que transparece no palavreado neoliberal de um pequeno desesperado a quem os pais tiveram a desdita de não o educarem de forma minimamente aceitável.

        Quanto às hienas que nos governam ainda bem que estamos de acordo com a qualificação dos pulhas. Mas estas perderam a legitimidade para governar. Não é possível aceitar estas bestas como governantes
        Ainda não se apercebeu disso?
        Ou será que por isso manifesta tão manifestamente o desespero traduzido em comentários sobre Álvaro Cunhal e sobre o desaparecimento hipotético dos que estão a “desaparecer”?
        🙂
        Por isso é que os actos desesperados de um desesperado se tornam ainda mais patéticos. A raiva contra uns que estão já desaparecidos misturado com a raiva impotente de um aldrabão de feira

    • alibabah says:

      No narco Estado do México e, no 1º mandato do Bush, é q e é uma graaaaaaaaaaaanndeeeee democracia

      • Dezperado says:

        Gosto mais da democracia em Cuba! Não é tão boa como a democracia na Coreia do Norte!

      • De says:

        Ainda bem que gosta mais da democracia em Cuba.
        🙂
        Nem o México nem nos EUA são exemplos qualificados para.

    • não sei que droga é que você usa, mas comeu-lhe o cérebro todo.

      • Dezperado says:

        pergunta à tua mae que ela é que me orienta!

      • a minha mãe não tem nada a ver contigo oh mentecapto, a minha mãe fez-me a mim, e aos meus irmãos e não perde tempo com lixo como tu.

      • De says:

        Há algo mesmo de desesperado para desesperado resolver assim os seus processos argumentativos.
        O “emprego” também não lhe permite artes oratórias melhores. O tempo é curto e apesar de aldrabar é bom não ser apanhado, nê?
        🙂

    • imbondeiro says:

      Não, meu caro, por cá é que existe Democracia… Vejamos… se numas quaisquer eleições cá pelo burgo, os telejornais abrissem com as declarações dos derrotados e não com as declarações dos vencedores, isso seria… Democracia. Se por cá se começasse a pôr em causa a diferença de 300.000 votos que afasta vencedores de vencidos, mandando às malvas o tão querido e glosado adágio ” Por um voto se ganha, por um voto se perde”, isso seria… Democracia. É tão bonito ver os “media” portugueses, geralmente tão caninamente acocorados face à megafinança internacional ( FMI, TROIKA e quejandos) a falar grosso ( a ladrar grosso?…) em relação a um Povo ( é assim mesmo, com letra inicial maiúscula) que ousou tomar nas próprias mãos os seus recursos e o fruto do seu trabalho e mandar à merda os parasitas que há muito tempo sugavam o seu suor e o seu sangue. O mesmo deveríamos fazer por aqui, em vez de fazermos coro e conspirarmos com os mesmos que nos querem forjadores não só das próprias grilhetas, mas também como ajudantes do ferreiro que as quer forjar para prender outros Povos. Mas, para dar esse passo gigante, é necessário, como dizem os nossos irmãos brasileiros, ter “saco”. E, já agora, duas coisinhas de betão para meter lá dentro. E quanto ao Povo, meu caro, a menos que ande um pouco distraído, este não é um blogue monárquico, e, a menos que alguém se fira e da ferida comece a brotar sangue azul, aqui somos todos POVO e pela nossa boca falamos.

    • Carlos Carapeto says:

      No tempo dos Perez amigos dos Soares cá do burgo é que a democracia era uma coisa a sério na Venezuela. É isso que pretende dizer?

  8. Zegna says:

    Em Portugal o dito “povo” anda elodido com a abstençao e mais ainda acredita nela . O povo otario portugues tem que saber que se nao votar e nao escolher nada , nada vai ter. Quem se refujia nas abstençoes otarias destroi a democracia dos que querem mudar. Na Venezuela quem nao vota nao tem nada porque o voto ´´e obrigatorio. As manifestaçoes em Portugal servem para que? Basta olhar para as ultimas sondagens . Mas alguem acredita sinceramente na democracia do PS e do PSD/CDS?

    • Rafael Ortega says:

      Quem é que lhe garante que, se os 40% que em Portugal se abstêm fossem às urnas, iriam votar em partidos que não PS, PSD ou CDS?

  9. von says:

    “na Venezuela existe e pratica-se a democracia”

    Essa foi boa. Agora conte uma de alentejanos…

    • De says:

      Alentejanos?
      Este comentário tresanda aquilo que tresanda.
      Como tal e para que “von” não se perca no caricato do seu anedotário peculiar vamos repetir para ver se ele percebe e se deixa de fífias próprias de pessoal desorientado:
      ” na Venezuela existe e pratica-se democracia”
      Como dirá “imbondeiro”:
      “um Povo ( é assim mesmo, com letra inicial maiúscula) que ousou tomar nas próprias mãos os seus recursos e o fruto do seu trabalho e mandar à merda os parasitas que há muito tempo sugavam o seu suor e o seu sangue”
      E isso desespera muita “malta”

      • von says:

        Democracia não é manipular orgãos de informação oficiais. Democracia é permitir uma recontagem de votos a fim de não haver dúvidas. Porém, uma certeza: tendo em conta ambos os candidatos, a Venezuela está muito mal servida. Aliás como Potugal.

      • De says:

        Há algo aqui que não pode ser deixado passar em branco
        Qual foi a percentagem de votos que já foram recontados na Venezuela?

        Lembram-se quando o supremo tribunal nos EUA suspendeu uma recontagem na Flórida e Bush foi declarado vencedor naquele Estado por apenas 537 votos.?

        O cheiro que sai de tudo isto fede.
        E o que está aqui em discussão é outra coisa muito mais lata do que o conceito de serviço que von defende para a Venezuela.

        Mas será bom falar nos orgãos de informação

  10. Gentleman says:

    Cá, tal como na Venezuela, as eleições estão sujeitas a um calendário. Não se realizam quando os Tiagos Mota Saraiva querem.
    E as eleições em Cuba, Coreia do Norte, Laos? Que tal têm corrido?

    • De says:

      A fuga para os braços da Coreia do Norte …
      Patético…mas tão revelador.
      Mas deixemo-nos de conversa mole:

      “Nicolás Maduro é o novo presidente constitucional da Republica Bolivariana da Venezuela.

      A sua vitória foi muito mais apertada do que todas as sondagens previam. Obteve 7563 000 votos (50,75 %) contra 7298 000 de Henrique Radonski Capriles,o candidato da direita, mais 265 000 que o adversário. A participação, muito elevada, excedeu 79%.

      A primeira reação de Capriles, quando Maduro lhe telefonou, foi propor um pacto de governo. Perante a negativa do presidente eleito, declarou não reconhecer como legitimo o resultado e exigiu uma recontagem dos votos emitidos, alegando a ocorrência de milhares de irregularidades
      Mentiu. Segundo o Conselho Nacional Eleitoral, a eleição transcorreu em atmosfera de total normalidade. O ex-presidente dos EUA Jimmy Carter dissipou dúvidas ao afirmar que de 92 eleições que acompanhou como observador internacional, «o processo eleitoral venezuelano é o melhor de todos».

      A campanha de Capriles – um multimilionário que Chávez havia derrotado em Outubro p.p. – foi ostensivamente patrocinada pelos Estados Unidos. A ingerência da sua Embaixada sobretudo em pressões exercidas sobre altas patentes do Exercito, motivou aliás a expulsão de dois adidos militares norte-americanos.

      Nas vésperas da eleição, Maduro revelou que haviam sido presos paramilitares colombianos que preparavam uma conspiração para o assassinar e informou que estava a receber diariamente ameaças de morte.

      Milhões de venezuelanos festejaram nas ruas a eleição do sucessor de Hugo Chávez. A sua vitória foi também saudada com entusiasmo em Cuba, na Bolívia e no Equador e pelas esquerdas latino-americanas em geral. Mas as forças progressistas da pátria de Bolivar e Chávez estão conscientes de que o imperialismo vai intensificar a sua ofensiva, recorrendo a todos os meios para desestabilizar o país.
      Uma certeza: Nicolas Maduro assumiu com firmeza o projeto de Hugo Chávez.

      A Revolução Bolivariana continua, rumo ao Socialismo.”

      OS EDITORES DE ODIARIO.INFO

      • von says:

        Já agora cite La Hojilla, outro orgão isento!!

      • De says:

        Citar o quê?
        Mas v. ensandeceu?
        Leia o que está escrito e conteste o que está escrito.E não se arraste nessas tristes figurinhas.
        Valeu?

      • De says:

        Mas a propósito das citações, isso faz-me lembrar algo:
        http://www.publico.es/internacional/453284/el-vaticano-colaboro-con-eeuu-apoyando-el-golpe-de-pinochet

        El Vaticano colaboró con EEUU apoyando el golpe de Pinochet
        Entre los cables secretos de la era Kissinger destaca el que pone por escrito los esfuerzos de la Santa Sede, representada por el número dos del papa Pablo VI, Giovanni Benelli, por defender al régimen militar chileno y por negar su represión, cuya denuncia atribuyó a la “propaganda comunista” pese a estar acreditada hasta por prelados conservadores de la Iglesia

        Era “propaganda comunista” diziam os salafrários….

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s