Balanço da semana… Só boas notícias!


Itália sem governo, crise na Holanda. Já lá vai mais de um mês e em Itália ainda não se conseguiu formar governo, ainda bem! Mais vale não ter um governo, que ter um executivo de lacaios do BCE  ao serviço do grande capital e da banca falida. E nem os 10 “sábios” nomeados parecem encontrar a solução. Essa de chamar um grupo de “sábios” octogenários para resolver problemas desta dimensão só me faz lembrar aquelas cenas de filme B de kung fu em que o jovem aprendiz vai até à montanha aprender os “truques” do mestre… Isto não é um filme! O problema da crise do Euro e do capitalismo actual não se resolve chamando meia dúzia de pseudo iluminados! Sem uma ruptura radical com o status quo, sem uma mobilização militante e generalizada das massas, nunca se sairá desta “grande depressão”. Entretanto a crise lenta mas inexoravelmente vai atacando a Holanda, cão de fila número um da Alemanha/IV Reich.

Bolsas afundam. Pouco se tem falado, mas na passada quarta feira a bolsa de Lisboa teve o seu pior dia desde há ano e meio, sobretudo devido à queda a pique da banca. Hoje parece que a queda foi em toda a Europa e para lá do Atlântico também. O Ultimato a Chipre foi um momento de viragem. Não foi só o sector financeiro Cipriota que foi condenado, foi toda a banca da periferia. Vamos ver se a do centro Europeu também não há de apanhar com os estilhaços… A nacionalização da banca é cada vez mais uma necessidade inadiável. De uma forma ou de outra, neste país (e pelo menos no resto da periferia) isso acontecerá mais cedo ou mais tarde. A questão que se coloca é se essa nacionalização será para proteger interesses privados, ou será uma medida estratégica para reconquistar o controlo da economia para as mãos do povo soberano.

Moção de censura PS. Não é irrelevante… O discurso oficial do PS neste momento é pela demissão do governo e pela convocação de novas eleições. Não é comum a oposição em bloco exigir a demissão do governo, sobretudo um governo com maioria e a meio do mandato. Mais, um dos pilares de sustentação do governo e dos seus mais fortes argumentos era o do consenso alargado e o pacto social. Acabou-se o consenso e o pacto, e sem isso qualquer contra-reforma que o governo entenda adoptar, qualquer medida de austeridade adicional, será de muito mais difícil implementação. Claro que já sabemos que isto é jogada táctica do PS, claro que uma vez no governo o PS adoptara medidas se não iguais, muito semelhantes. O PS não pretende alterar o curso político, pretende antes alterar quem está a dirigir esse curso. Mas seja como for, esta ruptura temporária entre os partidos do “arco da governação” (para usar a linguagem dos fariseus) cria espaço para soluções alternativas se reforçarem. A queda do governo, quer os fariseus gostem ou não, será também parcialmente uma derrota das suas políticas sociopatas, do neo-liberalismo realmente existente.

Relvas rua! Eterna glória aos bravos estudantes do ISCTE que escorraçaram Relvas do palanque, deram um importante contributo para esgotar a “força anímica” do mafarrico. A saída do governo desta personagem, homem forte do aparelho do PSD, ministro das sombras que urdiu a subida de Passos e deste governo ao poder, é uma boa notícia. Se tivesse sido à 9 meses atrás ainda se poderia argumentar que lavava a cara ao governo. Mas neste contexto, desta forma e depois dos justos enxovalho de que foi alvo, esta saída reforça a posição dos que exigiam a sua demissão e mostra a fraqueza do governo. Perde assim o governo uma peça charneira, quando o contexto envolvente é lhe cada vez mais hostil. Este é um governo que já não está na ofensiva, desde o 15 de Setembro que o governo está estrategicamente na defensiva e agora aproxima-se da fase da debandada. Do ponto de vista institucional a situação está bloqueada, com o Presidente a assumir-se claramente como baluarte do executivo. Essa é uma falsa segurança, ou melhor, até é uma segurança, mas é insuficiente para aguentar um governo quando as tensões sociais, financeiras e económicas vão se agigantando, tanto por via externa como interna. Pode ser uma explosão social, um resultado devastador nas autárquicas, dissensões internas (PSD vs CDS e mesmo dentro do PSD), uma conjunção destes factores, o que é certo é que este governo cairá. A questão é como, e aí já expus a minha opinião, quanto mais claro for que a queda do governo é resultado da agitação social melhor. Acrescento, exactamente devido ao bloqueio institucional Uma maioria, um governo, um presidente, o protesto de rua, mesmo uma explosão popular violenta, é elemento necessário para o derrube do governo.

Aquilo é uma tempestade medonha
aquilo vai p’ra lá do que é eterno
aquilo era o retrato do inferno
vai ao fundo
vai ao fundo
e vai ao fundo sim senhor
que vida boa era a de Lisboa

Estrofe dedicada aos lacaios deste governo e à corte Relvista

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

14 Responses to Balanço da semana… Só boas notícias!

  1. xatoo says:

    sem dúvida! é necessário e urgente o derrube do governo; mas a seguir devem ser convocadas eleições… agora que o povo aprendeu à sua custa mais um pouco sobre aquilo que é o Bloco Central de interesses e a diferença necessária para eleger um governo democrático ao serviço do interesse nacional, da maioria dos portugueses como comunidade socialmente organizada. E não como como um grupo desconexo com a propriedade do que é comum canibalizada por corruptos e vigaristas… para isso é necessário também fazer implodir o P”S” e o P”SD”… mas olha quem é o abono de familia dos relvas e da restante troupe de canalhas: http://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/detalhe/cavaco_nao_tenho_nenhuma_indicacao_de_que_se_esteja_na_iminencia_de_eleicoes.html

  2. Rainha das Bichas do Chiado says:

    Curioso. As ideias da Direita e da Esquerda a convergir. A Le Pen também quer a nacionalização da Banca e do sector energético em França.

  3. Rainha das Bichas do Chiado says:

    Mas é com um certo sorriso que vejo os holandeses com uma bolha nas mãos. Cometeram os mesmos erros que o Sul ao deixar o sector imobiliário e a Banca destruir o país.

    Sempre disse, e repito, a crise chegará ao Norte. Ou o euro é reformado, e a federação avança, com tudo o que isso implica, ou termina. Não há alternativa.

    E aqui a Rainha é mais pela federação. Sair da UE é voltar a pôr o país nas mãos dos Belmiros, Ricardos Salgados, Bispos e Cavacos da nossa vida. Jamais. Nem a democracia salvou o país de um dos seus maiores cancros: a desigualdade de oportunidades, a ausência de mobilidade social.

    Façam figas… para que a UE não termine.

    • anjinho says:

      Dona paneleirona do Chiado,até me atrevo a adivinhar q a senhora era daquelas que se eriçava com a URSS.A UE é um antro de chulos,os banksters,está a ver.Também deve estar a ver o Luís Amado….
      Sucias para o real ca***** q os f***!

    • Rocha says:

      Eu faço figas é para deixar de ler estas paneleirices.

      Já cansa de tanto ouvir esta lenga lenga do “ou nós ou o caos”, do “salvem o euro”, “salvem a União Europeia”, “salvem os bancos” a “democracia burguesa”, a “governabilidade”, o caralho a sete e tantas outros montes de esterco que não foram criados pelos povos mas sim pelas elites e no que ao povo diz respeito não têm utilidade nenhuma.

      O medo sempre o medo, o medo ao serviço de sempre os mesmos do costume… e o país vai a baixo e país destrói-se e o país não aguenta sem o dinheirinho dos nossos “parceiros europeus”, sem as suas receitas, sem os seus mercados de exportação, sem as suas directivas e instituições.

      Que se fodam todos. Primeiro o povo trata do povo, primeiro dá-se de comer a quem tem fome, casa a quem tem frio, emprego a quem tem depressão e se for preciso expropriar supermercados e invadir campos que assim seja.

      Primeiro recuperar para o povo o que ao povo nunca devia ser retirado: todos os direitos consagrados na Constituição de 1975 aplicados a bem ou a mal, pelo acordo ou pela força e por toda a força que for preciso. Depois os eurocratas que berrem que gritem que nos expulsem que nos ameacem que nos sancionem. Este país tem de ser construído por quem nele vive e se os que se dizem “parceiros” não o aceitem então que se fodam esse bando de canalhas.

      Por um Portugal livre de medos e chantagens eu darei a minha vida, toda minha testosterona e todas as minhas modestas ideias. Por um povo livre e soberano senhor do seu destino eu me faço soldado voluntário de corpo e alma, e contra os canhões marchar, marchar…

      • Rainha das Bichas do Chiado says:

        Também não gosto desta UE. A mana é pura e cristalina e mística também. Sabe que o futuro da Humanidade é a Fraternidade Universal. Um mundo sem propriedade privada, sem dinheiro, com um sistema de trocas e em equilibrio com a Natureza. Mas essa idade do ouro está longe. E não pode ser imposta por decreto. Tem de partir da vontade do povo. Demorará séculos, mas um passo de cada vez. Uma luta de cada vez. E para já creio que o melhor é esta UE, por muito má que seja.

      • Rainha das Bichas do Chiado says:

        Caro, a egrégora das elites está ainda muito forte. Demorará séculos. A luta começou com a Revolução Francesa mas demorará ainda muito até se chegar onde todos queremos: a sociedade sem classes.

      • Rainha das Bichas do Chiado says:

        O menino leia Justine do Marquês de Sade. Para praticar o Bem temos por vezes de praticar o Mal. Ou por outras palavras, dar o braço a torcer. Sabe o que é importante, por exemplo, neste momento? Uma nova lei dos solos. Tirar as mais valias imobiliárias aos donos dos terrenos e das imobiliárias. Bancos de terra municipais para quem quiser cultivar, gratuitos. Aumentar gradualmente a percentagem de território com matas nacionais. Acabar com a bandalheira dos colégios privados onde se compram notas de secundário. Democratizar de vez o acesso ao Superior.Geração após geração chegaremos lá. Veja só, nós, bichas, também conseguimos o casamento. Sabe sou contra essa instituição, mas deu-me gozo ver a cara dos católicos depois da aprovação. Saudações.

  4. Rainha das Bichas do Chiado says:

    No dia que acabarem com a bandalheira de termos Ricardo Salgado ou António Mexia a Governar Portugal acreditarei que há algum futuro. Os jornalistas leram o primeiro relatório da troika? Está lá tudo. Séculos e séculos e ainda não derrotámos os … dos rendeiros.

    • Gonçalves Correia says:

      Majestade, há anos que o/a leio atentamente na Causa ou em outros onde decida escrever.
      Não o/a conhecia com esta clarividência politica.
      Concordo com tudo menos com a permanência na UE.
      Para a UE prefiro os nossos irmãos(filhos era mais apropriado) lusófonos. Ou outros quaisqueres em que o capitalismo doentio e a rapina não fosse o que mais ordena.
      Porque não a América Latina?
      Ou todos sem excepção? Desde que não tutelados por nenhum FMI, OMC, BM, EUA ou UE.
      Comunismo libertário. Ainda demora, não é?
      Deixe estar que com os Belmiros e os Salgados podemos nós bem.
      Sonho com a justiça a ser feita. E que deleite.
      Saudações.

  5. anjinho says:

    Apoiado,Francisco.

  6. tózé says:

    os que se riem hoje são os que choram amanhã!

  7. Pimba says:

    Um reparo: na Itália o Governo Monti continua em funçöes até se encontrar outro. Ah pois é!
    Continua a ter um executivo de lacaios do BCE… mesmo sem apoio parlamentar! Agora o Presidente näo pode convocar novas eleiçöes sem se demitir primeiro, porque nos últimos 6 meses de mandato näo pode dissolver o Parlamento–sendo que o mandato acaba tipo em 3 meses. Interessante (e o Grillo o disse) que o Governo pode funcionar sem o novo Parlamento e vice-versa, e assim sendo até podem aprovar nova lei eleitoral, entre outras.
    Ele bem se queria demitir para fazer isso… mas o Draghi do BCE foi pedir-lhe (mandar-lhe?) que estivesse quieto.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s