Sobre blogues no dinheiro vivo

As direções de informação, sobretudo na televisão, perderam o decoro. Não há pluralidade, nem vontade de a fingir como sucedia até há alguns anos

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

4 Responses to Sobre blogues no dinheiro vivo

  1. JgMenos says:

    O que me preocupa são os entrevistadores.
    Sem conhecimento sobre factos essenciais, cumprindo um intenso e enfadonho programa de coscuvilhice que impede qualquer aprofundamento de temas, são um doce para qualquer treteiro cumprir o seu programa de mensagem mediática.
    As hostes treteiras da época Sócrates estão aí em força para o que melhor sabem fazer: dizendo nada e baralhando de novo dizem constituir um glorioso partido, e daí concluem ter o pleno direito de deitar a mão ao pote!
    Os sacrifícios serão os mesmos, mas garantem que os farão sofrer manifestando o maior do sofrimento e comiseração como partido com enorme sensibilidade social que dizem ser.
    Prefiro qualquer alternativa à de tais sonsos!

  2. anjinho says:

    As elites pensaram:estes personagens picusculos,já não animam a malta,daí lançarem o Socas pq,já viram,nem o Inseguro vale um tosto furado.Preparemo-nos para as eleições para meter os da 2 ª linha.A oligarquia,pede desculpa aos cleptocratas do psd- é o tempo do PSucialista!

  3. Don Luka says:

    Foi brilhante a entrevista do eng. Sócrates, como referiu o grande estadista de esquerda Mário Soares. Dois anos depois de sair do governo, que ocupou durante seis, perante um país com a corda na garganta, os crédulos poderiam esperar do antigo primeiro-ministro algumas palavras para o país, um arremedo de futuro, algo que remetesse, ainda que por sombras, para uma análise e uma solução.

    Ora qual quê!, tudo isto teria o baço aborrecimento da utilidade na política. Havia pois que brilhar. E como brilhou Sócrates, brindando-nos com um politiqueiro azedo e ressabiado, a disparar para todos os lados como uma vizinha irritada, sem dizer nada que valesse a pena ouvir, atirando números mentirosos para os quais pediu a atenção do jornalista como quem rufa tambores, enfim, um aldrabão borrado de ira, vaidade e impotência. O brilho fica ainda mais cintilante se pensarmos que ele preparou o debate com uma equipa – valha-nos S. Cinfrónio, que majestoso hino à nulidade! É isto a esquerda portuguesa, nunca passou disto.

    • De says:

      Don tem destas coisas.Disparata e disparata sem pudor.
      Baço, sem qualquer utilidade,nem sequer com utilidade para o humor.
      Enfim,um politiqueiro azedo e ressabiado, a disparar para um lado como uma vizinha irritada, sem dizer nada que mereça a pena ouvir, rufando tambores, um aldrabão borrado de ira,vaidade e impotência.
      Que majestoso hino à nulidade ,este Don luka, a querer impingir-nos que o seu amigo Sócrates é de esquerda.
      É isto a direita portuguesa,nunca passou disto
      🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s