Conferência de Imprensa do QSLT no Aeroporto de Lisboa e identificação pela Polícia – 25/03/2013

O Nuno Ramos de Almeida, um conhecido e perigosíssimo ‘gangster’ com uma fama que vai da Buraca à Damaia sem passar pela Cova da Moura, foi ontem identificado, nas imediações do Aeroporto da Portela, por uma agente da PSP que, importa referir, só ali foi porque alguém a mandou e até preferia não ter recebido tal ordem. Pensará (quem não o conheça ao ponto de não perceber que se trata de um exercício de ironia ou não se dê ao incómodo de assistir a um vídeo que não passou em nenhuma televisão) que estava ali porque se apressava a fugir para o paraíso fiscal onde tem vindo a depositar – longe do «brutal aumento de impostos» que, como sabemos, ataca as grandes fortunas em benefício dos mais carenciados – os milhões de euros que acumula com o que lhe pagam todos os meses.
Não. O Nuno foi identificado porque neste país respirar é, cada vez mais, um exercício insuportável. Não porque seja difícil. Mas porque a podridão avança.
A resposta continuará a ser dada até sábado. No sábado, nas ruas de todo o país. E até que esta gente perceba que é preciso acabar com «o estado a que isto chegou». A bem, se forem rápidos. Doutra forma, se necessário for.

Post scriptum: eu quero saber quem foi ou foram os que «mandaram» a agente da PSP ir ali. Mais, também quero saber quem foi que o ou os mandou que a mandassem. E espero que não sofra represálias por ter desempenhado a missão com tanto profissionalismo e, acima de tudo, muita educação.

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
Video | This entry was posted in 5dias and tagged . Bookmark the permalink.

13 Responses to Conferência de Imprensa do QSLT no Aeroporto de Lisboa e identificação pela Polícia – 25/03/2013

  1. andrelara says:

    Antes de ver o video, lembrei-me logo da chegadas de contratações de jogadores e de equipas de futebol de jogos internacionais…lol

  2. anjinho says:

    O NRA não foi CEO(q moderno) do BPN,BPP ou BCP?????Atão, a polícia só anda à procura dos gangesters… :).A Polícia bem sabe que, a melhor maneira de roubar um banco,é possuí-lo!!!N’é bófia ?q anda por aqui a cheirar…

  3. Dezperado says:

    O policia devia ter chegado lá e começado a cantar a “Grandola”…..que está tão na moda quando se quer cortar a liberdade de expressão a alguém!

    • anjinho says:

      Ao vigarista do relvas,do dias loureiro,ao assassino de velhinhas duarte lima,……?Eh pá,pareces aquele gajo que anda a apanhar a merda da cavalariça do psd!!!
      O jornalista que foi despedido da Antena 1 pelo comissário politico do doutor da treta relvas,
      foi o quê,oh palhaço?

    • De says:

      Cortar a liberdade de expressão a alguém com a Grândola?
      Este ensandeceu.
      Na moda?
      Este tem receio de ensandecer

      A Grândola não corta a liberdade de expressão a ninguém.Apenas põe os pontos nos is na propaganda quotidiana da direita roufenha e neoliberal que nos invade os media. Permite compensar a propaganda do poder, poder esse que passou a não ser representativo de nada,apenas dos interesses mafiosos das troikas e dos troikistas. .E permite mostrar aos detentores do capital que os limites do saque e do roubo estão a ser ultrapassados e que todas as medidas devem ser tomadas para evitar a continuação deste caminho direitos ao fundo do abismo.No fundo é um alerta para que os terroristas sociais saibam que não estão nem são impunes.E que as responsabilidades têm que ser assacadas e os criminosos confrontados com o seu modus faciendi.
      É bom que isto fique claro e que de uma vez por todas se perceba que maiorias conjunturais – que já não o são – não podem comprometer a viabilidade de um país e de um povo.
      A História está cheia de exemplos por demais significativos do que digo.Há bem pouco tempo na Islândia as massas deram um chuto no traseiro nos votinhos e nos arranjinhos dos partidos cúmplices com o FMI e quejandos.
      Não é só o direito à indignação.É o direito à resistência e à luta em nome da dignidade humana.

      Quanto à Grândola estar na moda…Adivinha-se algum receio da parte do desperado que o esteja. É bom tal facto.É muito bom que uma canção paradigmática da Revolução de Abril renasça com esta força entre camadas que quase nunca a ouviram.Os rios estão a encher e fazem-no do lado certo,do lado dos valores de Abril ,contra os interesses tenebrosos do Capital e seus lacaios

      • Dezperado says:

        Grândola, vila morena
        Terra da fraternidade
        O povo é quem mais ordena
        Dentro de ti, ó cidade
        Dentro de ti, ó cidade
        O povo é quem mais ordena
        Terra da fraternidade
        Grândola, vila morena
        Em cada esquina um amigo
        Em cada rosto igualdade
        Grândola, vila morena
        Terra da fraternidade

      • De says:

        Não ensandeceu.
        Apenas manifesta desta forma um pouco canhestra as suas preocupações.
        E um pouco infantil,convenhamos
        🙂

    • Carlos Guedes says:

      O desespero nunca foi bom conselheiro.

      • Dezperado says:

        O Guedes tambem não

      • De says:

        Pelo contrário.
        Não concordando sempre com os escritos do Carlos Guedes, tenho pena de o não ver aqui com mais frequência.Ele e outros, como por exemplo o Carlos Vidal ou a Helena Borges ou o Nuno Ramos de Almeida ou os Brunos ou o Ricardo Santos Pinto ou a Morgada entre outros.
        Pessoas cujos textos constituem mais valias preciosas.
        E que alguma baba rancorosa apenas aviva a falta deles

      • Carlos Guedes says:

        Enrubesceu-me! Ou seja, deixou-me rubras as faces.

  4. De says:

    Já agora:
    Parabéns Nuno

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s