Quem manda aqui? FMI RUA!

fmiquemmandaqui

Para dia 2 de Março já está marcada uma manif que promete. De “salto em frente” em “salto em frente” este governo vai perdendo o pé. Mas sem uma intensa pressão popular não há qualquer hipótese de derrubar estes talibãs neo-liberais-mafiosos. A pressão já se sente, e em Setembro de 2012 só mesmo o temor do imperialismo Germânico aguentou o governo. Mais um empurrão e este governo vai ao chão!

Entretanto ainda antes de Março temos no final de Janeiro manif em frente à sede em Portugal do FMI. É um momento importante. Muito mais do a Assembleia da República é essa a sede simbólica do poder que oprime o povo português. Ainda existem uns certos “mitos-urbanos” no que concerne à natureza do FMI e da sua intervenção em Portugal. Em dadas camadas populares, existe uma certa noção que o FMI é uma espécie de “santa casa de misericórdia” e que está aqui para nos “ajudar”. Mais ainda são os que sabem que o FMI não está aqui para ajudar ninguém (a não ser a banca nacional e internacional), mas que pensam que sem o FMI as coisas seriam bem piores…

Pois bem, o único resultado consistente das políticas do FMI é o da diminuição do rendimento do trabalho na economia. As políticas do FMI são desenhadas para reforçar o peso do capital e o poder das elites, é essa a tarefa do FMI, o resto são estórias da carochinha para enganar o povo. Para além disso o resultado das intervenções do FMI tem sido sobretudo o de subordinar as economias dos países intervencionados ao grande capital internacional e o empobrecimento generalizado, os resultados na qualidade de vida do comum dos cidadãos, nomeadamente nos sectores mais frágeis são catastróficos. O recente relatório do FMI sobre os cortes na despesa, encomendado pelo fiel sipaio Passos, só vem realçar qual o objectivo dessa gente para Portugal.

Há também o argumento, que é um não argumento: “não há alternativa”… Não há alternativa? Há milhares de alternativas! A Argentina, ou a Islândia onde recentemente a população recusou-se a pagar a dívida dos bancos em dois referendos, são apenas dois rumos alternativos entre muitos. E tanto na Argentina como na Islândia, o rumo alternativo não conduziu à catástrofe, antes pelo contrário! Tragédia Grega é mesmo o que se está a passar na Grécia e Portugal para lá caminha a passo acelerado.

Depois há ainda uns moralistas de algibeira que dizem que devemos ser como a Alemanha, ao mesmo tempo que afirmam que devemos “pagar a dívida” (divida de quem? minha não é…)… O que essa gente se esquece é que não houve quem tivesse fugido mais às dívidas no século XX que a Alemanha.

Não há respostas fáceis, muita criatividade, inteligência, trabalho, coragem e luta serão sempre necessários. Certo, certo é que só com a expulsão dos abutres do FMI e restante Troika poderá haver esperança de uma vida digna para este povo, enquanto essa corja não for escorraçada não há hipóteses.

30 de Janeiro – 18h – Av. República, nº 57 – VEM AO FMI MOSTRAR QUEM MANDA AQUI

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

2 Responses to Quem manda aqui? FMI RUA!

  1. Bento says:

    Entao e a manif de Fevereiro da Intersindical, nao consta na agenda?

    • Francisco says:

      Então não consta! Estou certo que alguém aqui do 5dias ou eu próprio a iremos referir! Entretanto a dinâmica de luta vai reacender-se e felizmente os eventos serão mais que muitos. O objectivo do post não era fazer o calendário da luta mas chamar a atenção para esta próxima manif que não está a ter muita visibilidade nos media e desmistificar algumas ideias feitas acerca do FMI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s