Os boatos sobre a morte do 5 Dias são claramente exagerados

Para quem conhece a história do 5 Dias, estas últimas horas em que estivemos offline não são nada. No início, era um post por dia de segunda a sexta (daí o nome 5 Dias). Depois passou a ser de segunda a segunda sem limite de posts ou de autores. Seguiu-se uma fase torrencial de posts, dia após dia, para culminar na saída de metade do 5 Dias. Não tardou a que entrasse outra metade. Houve dias de 30 posts, houve dias de nenhum. 6 anos depois, cá estamos.
Consta por aí que o FMI aconselhou o Governo a acabar com o 5 Dias, como forma de implementar mais facilmente as reformas pretendidas. Não o conseguiu. Agora no wordpress.com e com um novo endereço, o 5 Dias vai continuar – espera-se que sem dias off – a desempenhar a sua missão.
Por falar nisso, tomei boa nota da forma como António José Seguro, na entrevista à TSF, recusou quase liminarmente, sem o dizer, uma coligação à Esquerda no caso de vitória nas próximas eleições. Está tudo dito. Sabemos bem com quem o PS se vai aliar se for chamado a formar Governo.

Advertisements

About zenuno

http://despauterio.net
This entry was posted in 5dias. Bookmark the permalink.

7 Responses to Os boatos sobre a morte do 5 Dias são claramente exagerados

  1. LM R says:

    “saída de metade”? Se bem me lembro, passei uns tempos como único membro da coisa….

    • Justiniano says:

      Sim, Rainha, minha carriça eriçada! Mas, ainda assim, e sozinho, digo isto por ser verdade, liam-se-te, de ti, interessantes crónicas escatológicas e magníficos ensaios do prosaico. Naquele teu estilo de quem pratica, com elevado gosto, a diletancia escrita por grande amor à língua e às formas (racionalidade) que ali andam!! Sempre ali te lobriguei uma genialidade escondida!! Um feliz 2013 para ti!!
      Lamento, este 5 dias, e quedo-me triste por aqui não poder ler o caríssimo Vidal!!
      De todo o modo, um bem haja a todos

  2. pato marreco says:

    Mas é impressão minha ou a transferência da célula para outra casa clandestina, deixou, pelo caminho, metade do colectivo. Assim de repente, faltam-nos a Morgada, o NRA e o sempre imprescindivel Vidal…

  3. entardecer em Kursk says:

    Foi um putsch? LIquidaram o Vidal como Rasputine? Já exibiram o corpo baleado do Ramos de Almeida? Foi mesmo os trotskas que tomaram o palácio? Onde pára Bruno Carvalho, desactivaram-no num gulag? Rosa, no jardim do Luxemburgo?

  4. Antónimo says:

    últimas horas? bem, talvez as últimas centena e tal de horas, não?

    afinal o que é que se passou e pq?

  5. h says:

    Onde andam os ‘outros’? Só ficaram os ‘betinhos’?

  6. Carlos Carapeto says:

    Já estava a pensar que o 5 dias se tinha finado. Por isso tratei logo mudar de casa, afinal tratou-se de uma pequena ausencia.

    Portanto vamos continuar como dantes.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s